2001 - Dias atuais : Diversidade da beleza no mundo

Diversidade da beleza no mundo

2001 to today: The diversity of beauty throughout the world
2001 to today: The diversity of beauty throughout the world

Não existe apenas um padrão de beleza, mas uma variedade de formas constituída por diferentes origens étnicas, aspirações e expectativas culturais que refletem a diversidade multifacetada do mundo. Com o seu portfólio único de marcas internacionais, a L'Oréal entra no século 21 em busca do crescimento global sob a bandeira da diversidade. O crescimento do Grupo foi impulsionado não apenas por suas novas aquisições, feitas para atender às necessidades cosméticas de todo o planeta, mas também por uma série de novas iniciativas de responsabilidade social corporativa, lideradas entre 2006 e 2011 por Lindsay Owen-Jones, Presidente, e por Jean-Paul Agon, CEO, e subsequentemente por Jean-Paul Agon, após se tornar CEO em 2011.

Ano

2001

  • © L'Oréal Research

    A história da "pele reconstruída" tem sido uma grande saga científica, desde os seus primórdios, em 1975, quando pesquisadores norte-americanos conseguiram cultivar queratinócitos, as principais células da epiderme, em ambiente in vitro. Esta descoberta, que será explorada para o tratamento de grandes queimaduras, despertou o interesse da Pesquisa L'Oréal, que enxergou nela um método alternativo para testar a eficácia e a segurança de produtos cosméticos. 1979: O primeiro modelo de epiderme reconstruída. 1986: O primeiro modelo de derme e epiderme, permitindo testar os efeitos dos raios UV e do envelhecimento da pele. 1994: O desenvolvimento de uma epiderme pigmentada, permitindo o estudo dos processos envolvidos no bronzeamento. 1997: O desenvolvimento de uma epiderme imunologicamente responsiva, capaz de reagir a produtos irritantes ou alergênicos. Naquele mesmo ano, o Grupo também adquiriu a tecnologia do kit Episkin – kits padronizados e reproduzíveis de pele reconstruída, disponibilizados para a comunidade científica e para o setor privado. 2001: A L'Oréal abre um novo centro de bioengenharia cutânea em Lyon (França), permitindo o uso desta incrível tecnologia em escala industrial.

  • L’Oréal commits to Sustainable Development

    A L'Oréal entra para o World Business Council for Sustainable Development (Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável), uma associação internacional independente com mais de 150 empresas de todos os principais setores. Sua missão é incentivar a troca de experiências em assuntos ambientais, econômicos e sociais.

  • © D. Engelhard for Biomédic

    A L'Oréal adquiriu a Biomedical, uma marca norte-americana de produtos cosméticos profissionais, usada e vendida por dermatologistas. Baseada predominantemente em atos não-invasivos (peeling, cuidados pós procedimento cosmético), combinando segurança e eficiência, a Biomedical se juntou à marca do Grupo com a maior penetração dermatológica, La Roche-Posay.

  • © Roger Turqueti for Vichy

    Um avanço significativo no entendimento das consequências cutâneas da menopausa através da medição objetiva da perda de densidade da pele. Impulsionada pelo lançamento de Novadiol, esta nova expertise levou a uma revolução sem precedentes na área farmacêutica: o primeiro tratamento à base de Fito-Flavonas para regenerar o material cutâneo, com resultados positivos que conquistaram milhares de mulheres. O tratamento ao mesmo tempo preenche a pele e remodela os contornos do rosto.

  • © Stéphane Gallois for Mizani Campagne 2006

    Na aquisição em 1998 de SoftSheen, a empresa norte-americana fabricante de produtos para cabelos étnicos, a L'Oréal também adquiriu uma de suas subsidiárias, a Mizani (“equilíbrio”, em suaíli), sua marca de produtos profissionais Em 2001, a Mizani foi reformulada, reposicionada como uma marca premium e relançada pela Divisão de Produtos Profissionais dos EUA. O objetivo: se preparar para o crescimento e a internacionalização.

  • © Cité des sciences et de l'industrie, 2001- Graphics: Voltaire & Associés - Photography: Angelika Büttner

    Inauguração da exposição "Decifrando o Cabelo" na Cité des Sciences. Pela primeira vez, a Cité des Sciences et de l’Industrie de Paris e a L'Oréal exploraram juntas o mundo dos cabelos: sua natureza, propriedades, linguagem e simbolismo... Desenvolvida pela Pesquisa L'Oréal e criada com a ajuda das equipes do museu, esta exposição educativa respondeu às perguntas que todo mundo já se fez com relação aos cabelos. Do Brasil à Rússia, a exposição depois viajou para mais de uma dúzia de países. Em 8 anos, ela foi apresentada em 14 museus de ciências em três continentes e foi visitada por mais de 2 milhões de pessoas.

  • © BLUE-UP PHOTOGRAPHY

    O princípio? Através de um site dedicado, estudantes de faculdades de administração do mundo inteiro foram convidados a entrar na pele de um diretor de uma empresa virtual de cosméticos. Eles tiveram que tomar decisões estratégicas em marketing, pesquisa, produção, finanças, etc. e o seu desempenho foi comparado com o de outros estudantes. O objetivo para a L'Oréal? Estabelecer contato com os jovens talentos do futuro e desenvolver a reputação e a imagem do Grupo como empregador. O resultado? Um "jogo de negócios" que hoje se tornou normalizador, incluído em programas educacionais nas maiores universidades do mundo, envolvendo mais de 50.000 participantes de 120 países, e agora também uma ferramenta-chave de recrutamento no Grupo.

2002

  • © Innéov

    Em associação com a Nestlé, a L'Oréal entrou no mercado de suplementos nutricionais para fins cosméticos com a criação de Innéov. O resultado da sinergia entre a Pesquisa L'Oréal (conhecimento da pele, metodologias de avaliação) e da Pesquisa Nestlé (bio-assimilação, estabilidade dos ingredientes nutricionais), a marca conta com inovações científicas para desenvolver este mercado em franco crescimento.

  • L’Oréal confirms its commitment as a corporate citizen by joining the UN's Global Compact

    Junto com 2.000 outras empresas, a L'Oréal assina os dez princípios do Pacto Global, uma iniciativa para o desenvolvimento sustentável lançada pela ONU em 2000.

  • © Philip Riches for V&R

    A Divisão de Produtos de Luxo assinou um contrato de licenciamento com os estilistas holandeses Viktor & Rolf. Seu universo estético rico, vanguardista e extravagante atraiu o Grupo, que busca trazer novos talentos e expandir sua divisão de perfumes de grife.

  • © Solve Sundsbo for Lancôme

    Textura de alto brilho nos lábios, cores voluptuosas e transparentes, imagem divertida, sabores de frutas de dar água na boca: delicioso e viciante, o gloss labial Juicy Tubes se torna um sucesso fenomenal no mundo.

  • © Garnier

    1998 marcou o lançamento europeu de Natéa, de Garnier, que nutre e colore os cabelos ao mesmo tempo. No entanto, logo surgiu um problema: o termo "Natéa", que transmite a ideia de nutrição para os falantes de línguas românicas, não foi bem entendido nos EUA – um mercado-chave para a internacionalização de Garnier. Portanto, a marca foi renomeada Nutrisse, um nome mais facilmente acessível, e depois relançado internacionalmente. Desta vez, a aposta deu certo: os conceitos de coloração e tratamento são universalmente acessíveis e Garnier Nutrisse se tornou assim o No. 1 mundial em termos de vendas de coloração capilar.