For Women in Science 2017 e International Rising Talent
Diversidades

Conheça a brasileira que conquistou o prêmio internacional em Paris

Na noite do dia 23/03, aconteceu a cerimônia da 19° edição do Prêmio L''Oréal-UNESCO For Women in Science na Maison de la Mutualité.  A comunidade científica internacional se uniu para homenagear e celebrar cinco mulheres cientistas e suas conquistas na ciência. O evento foi aberto pela Srª Irina Bokova, Diretora-Geral da UNESCO e pelo Sr. Jean-Paul Agon, Presidente e CEO da L''Oréal e Presidente da Fundação L''Oréal.  

A edição 2017 do Prêmio L''Oréal-UNESCO Para Mulheres na Ciência homenageou 5 cientistas mulheres e cada uma recebeu um prêmio de 100.000 euros por suas contribuições científicas nos campos da física quântica, ciências físicas e astrofísica. São elas:

 

Professora Niveen M. KHASHAB (Arábia Saudita), por criar novas nanopartículas que poderiam melhorar a detecção precoce de doenças.

Seu trabalho em química analítica poderia levar a tratamentos médicos mais focados e personalizados.

 

Professora Michelle SIMMONS (Austrália), por ser pioneira nos computadores quânticos ultrarrápidos.

Seu trabalho em transitores em escala atômica poderia criar os computadores do futuro.

 

Professora Nicola A. Spaldin (Suíça), por reinventar os materiais magnéticos para aparelhos eletrônicos da próxima geração.

Sua pesquisa em materiais multiferróicos poderia levar a uma nova geração de componentes para equipamentos eletrônicos.

 

Professora Maria Teresa Ruiz (Chile), por descobrir um novo tipo de corpo celeste, no meio do caminho entre uma estrela e um planeta, escondido na escuridão do universo.

Suas observações de anãs marrons poderiam responder à pergunta universal sobre "se existe vida em outros planetas".

 

Professora Zhenan Bao (Estados Unidos), por inventar materiais eletrônicos inspirados na pele.

Sua pesquisa sobre materiais flexíveis, esticáveis e condutores poderia melhorar a qualidade de vida dos pacientes com próteses.

 

Jean-Paul Agon reforçou o poder de todas as cientistas que foram homenageadas este ano. "A Ciência compartilhada e controlada, a serviço da população mundial, é capaz de enfrentar os maiores desafios do século XXI, e nossas pesquisadoras são a prova disso. São elas que dão à Ciência toda sua grandeza", ressalta.

 

No dia 21/03, a pesquisadora brasileira Fernanda Werneck foi uma das 15 cientistas homenageadas pelo International Rising Talents, premiação oferecida pela L’Oréal em parceria com a Unesco, que busca conectar ainda mais os programas regionais ao internacional  For Women in Science. A iniciativa impulsiona o percurso de excelência de jovens cientistas promissoras, até que se tornem pesquisadoras reconhecidas em todo o mundo através de uma bolsa-auxílio de 15 mil.

 

Para Fernanda, o reconhecimento internacional fortalece a determinação das ganhadoras para continuarem suas pesquisas. “O prêmio é um incentivo para que mulheres de todas as partes do mundo sigam carreiras em áreas científicas. Saímos da graduação em equilíbrio com os homens, mas vamos perdendo terreno. No mundo, apenas 30% dos pesquisadores são mulheres. A ascensão na carreira é difícil para nós”, revela Fernanda.

 

A cientista fez um diário de bordo, onde relatou algumas das suas atividades em Paris, entre elas a visita ao Centro de Pesquisa e Inovação da L’Oréal e também à Académie des Sciences, academia científica que promove a pesquisa desde 1666. Ela também conheceu as cinco laureadas do Programa Internacional.

 

Para quem sonha em conquistar esta premiação, o primeiro passo é se inscrever no “Para Mulheres na Ciência”, que  já está com inscrições abertas para a sua 12ª edição, que no Brasil também conta com a parceria da Academia Brasileira de Ciências. Todo ano, sete pesquisas são premiadas com uma bolsa-auxílio de R$ 50 mil cada.

 

Inscreva seu projeto aqui até o dia 8/4.