Embalagem de L’Oréal Brasil é reconhecida em dois prêmios nacionais por design, usabilidade, inovação e sustentabilidade
Grupo L´Oréal

Frasco de Shampoo da marca Kérastase foi reformulado recentemente e foi destaque em duas categorias do Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira e na premiação Grandes Cases de Embalagem

A embalagem de shampoo de 250ml da marca Kérastase foi destaque em dois prêmios nacionais que avaliam frascos e recipientes de produtos da indústria brasileira. Critérios como design, eficiência, peso, impacto ao meio ambiente e informações sobre o produto no rótulo foram avaliados. Na 17ª edição do Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira, a marca foi premiada com prata no módulo Design Estrutural, pelo formato do frasco, e com bronze na categoria Embalagem de Cosméticos e Cuidados Pessoais. Já na premiação Grandes Cases de Embalagem, Kérastase se destaca pelos benefícios que a embalagem leva para a indústria, fornecedores, consumidores e meio ambiente. Os dois prêmios buscam valorizar e estimular a inovação para melhorar a experiência do consumidor e diminuir os impactos sociais e ambientais.


A embalagem de Kérastase passou por uma reformulação recentemente e é uma das referências de concepção sustentável do grupo. Inovação e sustentabilidade foram alguns dos critérios analisados pelas duas premiações. Raphael Rebello, Coordenador de Packaging da L’Oréal Brasil, explica que apenas o design da nova tampa da embalagem permitiu uma economia mundial de 45 toneladas de plásticos de polipropileno e o peso reduzido em 10%. “Alguns frascos são compostos por 25% de material reciclado (PCR – Post Consumer Resin), totalizando cerca de 30 toneladas de plásticos PET economizados mundialmente. Já com a alteração do tipo de rótulo e uso de liner PET, foi possível um incremento em cerca de 25% de rótulos a mais por bobina, reduzindo o impacto em tempo de produção e também em resíduos”, considerou.


Design da nova embalagem possibilitou conquista dos prêmios


Usabilidade, funcionalidade, sistema de abertura e fechamento, aproveitamento do produto, sustentabilidade, inovação, formato e rótulo são alguns dos detalhes observados e analisados pelo prêmio ABRE e o Grandes Cases de Embalagem. O design da nova embalagem foi desenvolvido para promover experiências sensoriais e conforto aos consumidores no ato de abrir e fechar o frasco. Além disso, o modelo permite manusear o recipiente na posição “upside down”, que evita o desperdício ao utilizar praticamente todo o conteúdo da embalagem.


“Recebemos os prêmio com a embalagem de Kérastase devido ao bom desenvolvimento do design, benefícios trazidos para o meio ambiente através da redução de peso do pack, uso de resina reciclada, comunicação da embalagem com os clientes e otimização da logística”, explicou Raphael Rebello. E celebra: “Para nós, representa uma conquista em conjunto com o time de desenvolvimento de embalagens da Europa e principalmente com a área de operações e marketing da L’Oréal Brasil”. Em 2016, a embalagem de Bí-O Renovação, de Garnier, também foi destaque nas duas premiações.


Estudos, testes e análises antes do produto chegar ao consumidor


A área de desenvolvimento de embalagens do Grupo L’Oréal é responsável pela concepção das embalagens dos produtos, que vão desde o desenho até as informações do rótulo. Nesse processo, as equipes também se envolvem em decisões mais estruturais sobre a embalagem, como a escolha da resina e definição de formatos e cores. “Somos os responsáveis por materializar a ideia e entender a melhor forma de transformar isso em um produto que chegue na mão do consumidor de forma segura, com qualidade e eficácia”, explicou Raphael Rebello Rabello. Antes disso, o produto passa por testes e análises específicas. Em todas as etapas até a chegada do produto ao cliente, a área trabalha de forma integrada com todo o time de operações, o marketing, a fábrica, as equipes de qualidade e os fornecedores.