Reverse Mentoring: iniciativas empoderam millennials a compartilharem conhecimento e experiências com diretores da L’Oréal Brasil
Grupo L´Oréal

Modelo de mentoria dá a oportunidade para que colaboradores de nível júnior liderem encontros com os membros do Comitê Executivo da Companhia

 

Reverse Mentoring: iniciativas empoderam millennials
A proposta do Reverse Mentoring é dar a oportunidade para que os millennials se tornem mentores de pessoas com mais tempo de experiência profissional. Na L’Oréal Brasil, diretores que fazem parte do Comitê Executivo recebem a orientação das novas gerações em dois modelos: no primeiro, cada membro do Comitê tem um mentor que compartilha técnicas digitais para que possam entender melhor e aplicar as estratégias nos processos decisórios. Na segunda proposta, os diretores recebem a mentoria de um grupo de seis colaboradores que o ajudam a resolver questões da Companhia e discutem prioridades que precisam de mudança ou alguma ação.

Para Fábio Rosé, Diretor de Recursos Humanos da L’Oréal Brasil, o Reverse Mentoring é uma troca entre gerações que empodera os jovens: “O monitorado sou eu, mas quem participa também se desenvolve e é desafiado a tratar temas que normalmente não veem no dia a dia. Estamos na terceira turma e percebo muito engajamento e contribuição para um plano de ação baseado na atitude de inovação”. Participam do grupo de mentores: estagiários, analistas e coordenadores. A iniciativa foi trazida para a L’Oréal Brasil pela área de RH no intuito de levar as prioridades e desafios da liderança mais sênior. “Criamos um ambiente de confidencialidade em que posso dividir com eles as ideias e pontos de ambiente organizacional que merecem atenção e precisam de mudanças. Os encontros são focados no futuro do trabalho e das organizações. É muito importante fazer essa troca com pessoas de outra geração e que têm novas demandas profissionais. Com certeza, esta iniciativa ajuda muito. Cria um diálogo aberto e ajuda a desmistificar uma série”, contou. 

No momento, Patrick Sabatier (Diretor de Relações Institucionais e Comunicação) e Júlia Séve (Diretora da Divisão de Cosmética Ativa) participam do mesmo modelo de Reverse Mentoring relacionado a suas respectivas áreas. 

Experiências no Reverse Mentoring empoderam os jovens talentos

Cada turma de Reverse Mentoring em grupo tem encontros mensais durante seis meses. Bruna Pires, Analista de RH, foi uma das mentoras da segunda turma de Fábio Rosé e define a iniciativa como um espaço de escuta. Ela explica que o grupo dela decidiu discutir um tema que faz parte da organização por encontro, como Ética, Avaliação de Desempenho e definição de uma visão unificada de todo o time de RH da Companhia. “A liberdade e autonomia que tivemos permitiram discussões muito interessantes e que, sem dúvidas, contribuíram muito para todo o grupo participante. Foi muito bom entender mais a visão de um gestor sobre os principais temas do nosso dia a dia, além de compartilhar com ele nossa visão, nossas expectativas e nossa rotina, com discussões que muitas vezes não chegariam até ele em outras situações”, contou Bruna.

Para Fábio, essa também foi uma oportunidade de entender melhor o seu papel: “Esse contato direto confirma que a projeção de um líder ideal e que sabe tudo é um modelo do passado. Ter contato com eles me fez enxergar que, quanto mais espaço você dá e menos barreiras você cria, mais as pessoas se desenvolvem e criam um laço de confiança”. Mentora da primeira turma, Isabella Carneiro viu a iniciativa como um exercício de empatia, já que cada lado buscou entender a visão que o outro tem da organização: “Para mim, foi mais um sinal de que a L’Oréal está aprendendo com as transformações. A Companhia entende que vamos evoluir por meio dos encontros com as pessoas e que a liderança que inspira é aquela que ouve não só a própria liderança, mas também quem ainda está no começo do caminho”.

Millennials levam estratégias digitais para mais próximo das decisões da Companhia

A proposta do Reverse Mentoring Digital é que os mentores apresentem conceitos de marketing digital, como Love Brand e técnicas de SEO (estratégias para otimizar conteúdos para sites, blogs e páginas na web), aos diretores da Companhia. Dividido em oito encontros, o projeto dura de cerca de seis meses e tem a proposta de aproximar os colaboradores dos líderes ao mesmo tempo que dá a oportunidade para que compartilhem experiências e atualizações sobre o tema. “A iniciativa impacta diretamente na tomada decisões, porque ali reunimos os principais diretores da Companhia. Uma vez que você explica pra eles o que são essas estratégias e como podem ser trabalhadas, eles vão entender como isso pode influenciar o negócio”, destacou Natalia Knupp, Gerente de Treinamento da L’Oréal Brasil. Para ela, a visibilidade do Reverse Mentoring também faz com que talentos de fora percebam as oportunidades que têm na L’Oréal, mesmo que ainda sejam de nível júnior.