L’Oréal Brasil promove debate sobre igualdade de gênero no Dia da Mulher
Grupo L´Oréal

No evento, a ONU Mulheres apresentou os Princípios de Empoderamento Feminino, pacto global de igualdade de gênero que será assinado em breve

Dia da Mulher

A L’Oréal Brasil reuniu um grupo de mulheres inspiradoras para promover um importante debate no Dia Internacional da Mulher. O evento instigou a reflexão sobre igualdade de gênero e a presença feminina em todos os espaços. Com a participação de representantes da ONU Mulheres, da EmpregueAfro (consultoria de RH que oferece soluções para as empresas promoverem a diversidade), de uma ganhadora do programa L’Oréal-UNESCO-ABC Para Mulheres na Ciência, além de colaboradoras e Roberta Sant Anna (Diretora da Divisão de Luxo e do Comitê Executivo), as mulheres puderam compartilhar suas histórias de vida e profissionais. No evento, também foi anunciado que em breve a L’Oréal Brasil assinará o pacto global dos Princípios de Empoderamento Feminino, considerações criadas pela ONU Mulheres para guiar empresas a incorporarem em seus negócios valores e práticas que visem à equidade de gênero e o empoderamento de mulheres.

“No Dia Internacional da Mulher, o nosso objetivo é falar sobre o empoderamento feminino e levar isso para mais perto dos colaboradores. Tivemos exemplos hoje de que lugar de mulher é onde ela quiser. Nós podemos transformar ainda mais a nossa cultura na empresa e precisamos promover ações e dar voz para elas”, pontuou Ana Abdalah, Analista de RH e Diversidade da L’Oréal Brasil.

Para Amanda Talamonte, da ONU Mulheres, as empresas têm o poder de influenciar a sociedade quando implementam iniciativas de sustentabilidade e diversidade em suas operações: “A partir do momento que trabalham com os Princípios de Empoderamento Feminino, as organizações conseguem entender o caminho que precisam trilhar para alcançar a igualdade. A L’Oréal entra em um compromisso global para empoderar cada vez mais as mulheres”.

Mulheres inspiradoras compartilham suas histórias

O evento promoveu uma mesa redonda com Roberta Sant Anna (Diretora da Divisão de Luxo), Denise Brito (Analista de RH da Fábrica de São Paulo), Letícia Palhares (ganhadora do Para Mulheres na Ciência de 2014) e Patrícia Santos (Fundadora da EmpregueAfro). Além disso, Maya Colombani, Diretora de Sustentabilidade, apresentou as iniciativas de protagonismo social que a companhia promove com base no Sharing Beauty With All, o compromisso de sustentabilidade do Grupo.

Roberta Sant Anna destacou como conseguiu equilibrar a vida pessoal e profissional. “Está muito claro que construir uma carreira não significa abrir mão de outras coisas ou vice e versa. A minha dica para as mulheres é que não se sintam submissas em qualquer que seja a posição em que estão”, ressaltou. Já Denise Brito enfrentou desafios mais amplos em sua trajetória e espera no futuro ver mais representatividade de líderes negras nas grandes empresas: “Como mulher e negra, ainda me sinto pouco representada. Precisamos nos questionar frequentemente se a nossa organização reflete o país. A L’Oréal é uma empresa que realmente se importa com essa questão e traz ações concretas para o nosso ambiente de trabalho”, contou.

Mulheres na Ciência, nos negócios e onde ela quiser

Ganhadora do Para Mulheres na Ciência 2014, a cientista Letícia Palhares viu desde o início da graduação em Física homens que duvidaram do seu potencial para se destacar na área do conhecimento. “O estímulo de uma empresa como a L’Oréal é muito importante para ressaltar pesquisas que trazem soluções para a humanidade. A sociedade precisa enxergar que existem mulheres que se dedicam à Ciência, porque a ciência também ganha muito com a diversidade”, afirmou.

Também formada em Física, a colaboradora Ana Cristina Oliveira, Coordenadora de Desenvolvimento do Centro de Pesquisa e Inovação, acredita que o debate mais próximo do dia a dia é importante para mostrar a outras mulheres que é possível atuar em qualquer área que escolher. “Eu sou uma mulher cientista por formação e mulher de negócios por escolha, bem sucedida na minha carreira. E me sinto responsável por mostrar que é possível se desenvolver de acordo com os nossos sonhos”, concluiu. Para ela, quando uma empresa coloca a diversidade como filosofia, ela cresce refletindo a sociedade em que está inserida ao mesmo tempo que inspira os colaboradores e consumidores a se sentirem mais representados.