Formulações revolucionárias

As equipes de Pesquisa & Inovação da L’Oréal proporcionam inovações notáveis em formulação, uma das áreas históricas da expertise do Grupo.

A formulação é uma etapa essencial que determina tanto a eficiência do ingrediente ativo como o desempenho percebido pelo consumidor. É uma das áreas históricas de expertise da Pesquisa & Inovação da L’Oréal, que nunca teme em quebrar os códigos firmados para oferecer inovações avançadas, tais como o Sistema de Liberação de Óleos (Oil Delivery System) usado para descolorir os cabelos. Esta emulsão "óleo em água" foi um passo em direção a uma experiência mais agradável na coloração sem odor dos cabelos ao eliminar a amônia. Outro exemplo: a coloração labial inspirada por uma transferência de tecnologia lançada por Yves Saint Laurent, que consegue um equilíbrio antes impossível entre cor, fixação, brilho e conforto. Estas grandes descobertas deram origem a plataformas verdadeiramente tecnológicas que foram aplicadas em seguida em diferentes categorias de produtos.


A Ciência do Shampoo
Transcrição do vídeo em texto

The Science of Shampoo


A Ciência da Máscara para Cílios
Transcrição do vídeo em texto

The Science of Mascara

Niossomas − 1986


Niossomas

Niossomas

Descobrir os princípios ativos capazes de resolver grandes problemas de pele e dos cabelos é um primeiro passo. Todavia, resta um trabalho essencial a ser feito: liberar estes ingredientes ativos em quantidade suficiente para as células epidérmicas. Durante muito tempo, a indústria de cosméticos os dissolveu em uma das fases de emulsão (aquosa ou oleosa), às vezes ao custo da deterioração de alguns ingredientes ativos. Nos anos 1970, os pesquisadores da L’Oréal fizeram um avanço decisivo: desenvolveram lipossomas sintéticos, chamados niossomas. Estas nanocápsulas, com uma estrutura que é análoga àquelas encontradas em paredes celulares e na cola intracelular da camada queratinosa da pele, provaram ser um vetor ideal para transportar ingredientes ativos tais como o retinol ou a vitamina E (anti-radicais livres). Os niossomas foram introduzidos pela primeira vez no creme de tratamento Niosôme de Lancôme, em 1986.

Séruns - 2007


Componentes de um sérum

Componentes de um sérum

Inspirados pela Ásia e altamente concentrados em ingredientes ativos, os séruns, lançados em 2007 pela L’Oréal, introduziram uma verdadeira revolução médica e uma nova categoria de cuidados com a pele no mundo dos cosméticos. Usados inicialmente em tratamentos intensivos por várias semanas, hoje eles podem ser aplicados diariamente, isoladamente ou como incremento aos cuidados faciais. O processo biológico que eles desencadeiam é similar ao de um creme. Todavia, comparados a um creme clássico, oferecem uma experiência sensorial notável e maior eficácia. Usados em sinergia com um creme, são ainda mais eficazes por "preparar o terreno", multiplicando a eficácia do produto.

Oil Delivery System (ODS) − 2009


Oil

Como eliminar aspectos desagradáveis do clareamento dos cabelos, como o cheiro forte de amônia? A coloração dos cabelos poderia ser feita de forma diferente? Para proporcionar às mulheres um novo conforto e o máximo respeito aos cabelos, os pesquisadores da L’Oréal revisitaram a ciência das emulsões. Conseguiram desenvolver um procedimento chamado Sistema de Liberação de Óleos (ODS - Oil Delivery System) que, por meio da modificação do relacionamento entre a fase oleosa e a aquosa, possibilitou substituir a amônia por um agente alcalino mais suave e sem odor, sem perder quaisquer qualidades normais de coloração dos cabelos, chegando mesmo a realçá-las. Inoa de L’Oréal Professional é a primeira coloração de cabelos a se beneficiar deste impulsionador tecnológico em 2009. Graças aos triunfos da formulação, essa tecnologia foi introduzida em 2012 sob o nome de OLIA, da marca Garnier.