Lindsay Owen-Jones, Melhor Dirigente Europeu

Graças à sua administração inovadora, Lindsay Owen-Jones foi eleito o melhor dirigente de uma empresa europeia.

Ele insiste na qualidade tecnológica de seus produtos, o que garante uma longa vida no mercado. “Aumentamos os orçamentos de pesquisa em anos bons e ruins”, ressalta. Esta escolha estratégica é uma forma de favorecer investimentos de longo prazo em vez do lucro imediato.

Sr. Lindsay Owen-Jones acrescenta: “A nossa empresa depende das mulheres, e não apenas como clientes. Dois terços dos pesquisadores da L’Oréal que trabalham em projetos de longo prazo são mulheres. Além disso, para promover novos talentos científicos no mundo inteiro, a L’Oréal e a UNESCO criaram um programa conjunto de cinco anos chamado “Para Mulheres na Ciência”. O objetivo deste programa é incentivar as mulheres na carreira científica e na pesquisa fundamental.

O Presidente da L’Oréal também optou pela qualidade em termos de organização. Ele não hesita em delegar projetos importantes a jovens gerentes. Outro exemplo do espírito progressista que rendeu ao CEO da L’Oréal o respeito e a admiração dos jornalistas financeiros e econômicos da Europa.
O título de “Melhor CEO Europeu” honra mais particularmente as qualidades de Lindsay Owen-Jones como visionário. Em suas próprias palavras: “A nossa profissão é útil no sentido em que ajuda as pessoas a se sentirem melhor consigo mesmas e em seus relacionamentos com os outros. É uma profissão na qual você deve ser metade administrador e metade poeta”.