Melhor Dirigente Francês dos Últimos 20 Anos

A.T. Kearney e a revista francesa Challenges acabam de conceder o prêmio de "Melhor Dirigente dos últimos 20 anos" a Lindsay Owen-Jones.

"Continuidade”, “Durabilidade”, “Estabilidade”… Estes são os valores sobre os quais a firma de consultoria A.T. Kearney e a revista francesa Challenges construíram a sua metodologia de análise. Com base no desempenho dos últimos vinte anos, sua lista dos 20 melhores dirigentes franceses é limitada a um grupo de elite: as empresas que eles dirigem devem estar listadas no índice SBF 250 da bolsa de valores e ter receitas de mais de 2 milhões de euros. Os homens e mulheres considerados para o prêmio precisam ter trabalhado pelo menos dez anos no cargo de dirigente da empresa. Critérios de seleção: aumento da receita, desempenho das ações e retorno do capital investido.