Professora Marcia Barbosa, Laureada da América Latina


MARCIA-BARBOSA-BRAZIL

A água pode se comportar de maneiras incomuns e inesperadas. Como ela cobre quase três quartos da superfície da Terra e constitui mais da metade do corpo humano, identificar exatamente como a água age, e o porquê, quando ela faz o inesperado, é a chave para avançar em quase todos os campos da ciência. Os anos de pesquisa da brasileira Marcia Barbosa sobre o comportamento anômalo da água pode ter um enorme impacto em nosso entendimento de uma série de fenômenos naturais, que vão desde terremotos a proteínas humanas.

Professora Pratibha L. Gai, Laureada da Europa


PRATIBHA-L.-GAI-UK

Algumas das realizações mais revolucionárias nos Anais da ciência foram conquistadas por pessoas que inventaram formas de ver o que não pode ser visto a olho nu. Pratibha Gai, uma professora na Universidade de York (Reino Unido), está entre os relativamente poucos cientistas na história que podem afirmar ter conseguido um avanço tão essencial. Suas modificações engenhosas em microscópios eletrônicos nos permitem realmente ver processos no nível atômico que antes eram completamente misteriosos. Sua pesquisa fundamental promete uma grande diversidade de possíveis aplicações para uma imensa gama de soluções científicas, tecnológicas e econômicas.

Professora Deborah S. Jin, Laureada da América do Norte


DEBORAH-S-JIN-US

A Professora Deborah Jin e sua equipe inventou um método engenhoso de resfriar moléculas para quase o zero absoluto, a temperatura mais baixa possível – o que tem o efeito de desacelerá-las. De fato, elas ficam suficientemente mais lentas para que os pesquisadores possam ver realmente o que acontece durante as reações químicas. O estudo de moléculas ultra frias pode levar a novas ferramentas de medição de precisão, novos métodos para computação quântica e nos ajudar a entender melhor materiais que são essenciais para a tecnologia.

Professora Reiko Kuroda, Laureada da região Ásia-Pacífico


REIKO-KURODA-JAPAN

Todas as coisas vivas e não vivas, até mesmo os menores componentes de nosso corpo, apresentam uma lateralidade para a esquerda ou para a direita. A Professora Reiko Kuroda (Universidade de Ciências de Tóquio, Japão) inventou diversos instrumentos novos para estudar os efeitos desta lateralidade em uma variedade de sistemas físicos e biológicos. Sua pesquisa básica a nível molecular, seja biológico ou não biológico, tem implicações importantes para a fabricação de remédios e de produtos químicos para a agricultura, bem como para o estudo da assimetria no corpo animal, determinante para os genes, como a espiral de caramujos.

Professora Francisca Okeke, Laureada da região África e Estados Árabes


FRANCISCA-OKEKE-NIGERIA

Muito acima da superfície da Terra – de 50km a 1.000km – se encontra a Ionosfera, o assunto do estudo vitalício da Professora Francisca Okeke. Sendo uma camada muito espessa de partículas carregadas, a ionosfera produz mudanças no campo magnético na superfície da Terra que afetam o planeta de diversas formas. Sua pesquisa pode levar a um melhor entendimento das mudanças climáticas e ajudar a identificar fontes de fenômenos dramáticos como tsunamis e terremotos.